Blog Blog

Guia para acompanhar o desenvolvimento do seu bebê

por Tateti Brinquedos / Há 3 meses

 

O livro As Semanas Mágicas é um best seller mundial. Escrito pelo doutor Frans Plooij, do Instituto de Pesquisa Internacional de Estudos Infantis (IRIS), na Holanda, o livro é um guia sobre o desenvolvimento mental do bebê. São saltos em que o cérebro da criança passa a perceber coisas que ela não era capaz de registrar anteriormente, uma mudança tão grande que todo o seu mundo, de repente, parece diferente.

As pesquisas do Dr. Frans foram feitas acompanhando, em casa, as atividades diárias de mães e crianças. “Observamos que periodicamente, todos os pais são atormentados por um bebê que não para de chorar. Descobrimos que os bebês normais e saudáveis são mais chorosos, apegados e irritadiços nas mesmas idades”, explica o autor.

Daí surgiu a ideia de As Semanas Mágicas, com a identificação dos saltos de desenvolvimento dos bebês. Estudos neurológicos têm demonstrado que há períodos em que grandes mudanças acontecem no cérebro das crianças com menos de 20 meses. O livro do dr. Frans – também existe um aplicativo e um site (https://www.assemanasmagicas.com) – mostra como cada um desses momentos interfere na compreensão que o bebê tem do mundo e como ele usa esse entendimento para desenvolver suas habilidades. Além de permitir aos pais entender como ajudá-lo a superar as turbulências.

Mas quais são esses saltos do desenvolvimento, afinal? Veja cada um deles, conforme a descrição da equipe de As Semanas Mágicas.

 

Salto 1 – O mundo das sensações

Aproximadamente na semana 5, às vezes na semana 4, o bebê vai começar a dar o primeiro salto. Novas sensações vão deixá-lo perplexo. Algumas dessas novidades têm a ver com o desenvolvimento de seus órgãos internos e de seu metabolismo. Outras são resultados do aumento de seu estado de alerta: seus sentidos estão mais sensíveis do que eram desde o nascimento. Não é que as sensações em si estejam mudando, mas sim a percepção que o bebê tem delas.

 

Salto 2 – o mundo dos padrões

Por volta da semana 8, o bebê começa a vivenciar o mundo de uma nova maneira. Ele será capaz de reconhecer padrões simples ao seu redor e em seu próprio corpo. Por exemplo, ele pode descobrir suas mãos e pés e passar horas praticando sua habilidade em controlar certa postura de seu braço ou perna. Ele vai se fascinar com a forma como a luz exibe sombras na parede do quarto. Você pode observá-lo ouvindo a si próprio fazendo pequenas sequências de sons, como ah, uh, eh.

 

Salto 3 – O mundo das transições suaves

Aproximadamente nas semanas 11 ou 12, seu bebê vai entrar em mais um novo mundo. Se semana 8 ele desenvolveu a habilidade de bater e chutar objetos com os braços e as pernas, em movimentos que se pareciam com marionetes, agora, esta ação brusca está prestes a mudar. É uma transformação que implica mais do que apenas o movimento físico, irá afetar também a capacidade de seu bebê de perceber como as coisas mudam em torno dele com os outros sentidos: as variações de tons de voz, de movimentos, de luminosidade, por exemplo. O mundo está se tornando um lugar mais organizado.

 

Salto 4 – O mundo dos eventos

A percepção de que a nossa experiência é dividida em eventos é algo normal para os adultos. Se vemos alguém deixar cair uma bola de borracha, sabemos que ela vai saltar e, provavelmente, continuará saltando várias vezes. Se alguém salta para o ar, sabemos que a pessoa é obrigada a descer. Mas, para seu bebê, tudo é novo e nada é previsível. Se no salto anterior o bebê foi capaz de perceber transições suaves de som, movimento, luz, sabor, cheiro e textura, ele agora começará a aprender a acompanhá-las.

 

Salto 5 – O mundo das relações

Por volta da semana 26, esteja ou não engatinhando, o bebê terá se tornado significativamente mais móvel enquanto aprende a coordenar a ação de seus braços, pernas e do resto de seu corpo. Aproveitando seu conhecimento dos eventos, ele agora é capaz de começar a entender os vários tipos de relações, como a distância entre uma coisa e outra, por exemplo. Essa é uma descoberta alarmante, em que ele de repente percebe que o mundo é um lugar muito grande, e que ele é apenas um pequeno espectador.

 

Salto 6 – O mundo das categorias

Movimentos e explorações do bebê muitas vezes podem parecer muito metódicos. Com o salto mental 6, entre as semanas 36 e 40, isso vai mudar. Você verá seu pequeno pegar migalhas do chão e examiná-las cuidadosamente, ou rearranjar a comida em seu prato, testando a forma como a banana esmaga ou que o espinafre desliza entre seus dedos. Ele assumirá uma expressão mais séria durante essas pesquisas, mas isso vai ajudá-lo a categorizar o mundo.

 

Salto 7 – O mundo das sequências

Os bebês são naturalmente bagunceiros. Mas, por volta da semana 46, eles vão tentar colocar as coisas em conjunto. Estão prontos para descobrir o mundo das sequências. Desta idade em diante, começam a perceber que, para alcançar seus objetivos, têm que fazer as coisas em uma ordem determinada para ser bem-sucedido. Você verá seu pequeno olhando primeiro para ver quais coisas ficam juntas e como elas se juntam antes de tentar agrupá-las.

 

Salto 8 – O mundo dos programas

O primeiro aniversário da criança é significativo. Para muitos pais, seu pequeno está prestes a se tornar uma criança. Mas, de muitas maneiras, ele ainda é um bebê. Ele pode se mover muito melhor agora e busca conseguir tudo o que lhe interessa. Aproximadamente na semana 55, seu pequeno estará pronto para explorar o mundo dos programas. Um pai atento vai ver o desabrochar de uma nova compreensão na forma como o filho pensa.  Programas são padrões de decisões “se fizer isso-então acontece isso”. A sequência esperada depende do que acaba de acontecer, em vez de repetir o tempo todo.

 

Salto 9 – Da teatralidade para birras

Você pode ver como seu filho varia os programas infinitamente. Como faz todos os tipos de “palhaçadas físicas”, se familiariza com o ar livre, começa a ser mais hábil com as coisas e a linguagem, imita outros, dramatiza a vida diária, pratica emoções, começa a pensar no futuro, começa a chatear para conseguir o que quer, começa a teatralizar, começa a “exigir” coisas, começa a ser “agressivo”, pode distinguir entre meu e seu, começa a ser agradável e apaziguador, começa a negociar e a barganhar, começa a experimentar “sim” e “não”, começa a saber como conseguir alguém para fazer alguma coisa por ele, aprende a fazer algo junto.

 

Salto 10 – O mundo dos sistemas

Com o décimo salto, na semana 75 ou 17 meses, a criança aprende a lidar com os “sistemas”. Ela é capaz de ver claramente o mundo dos princípios, de ajustar seus princípios a novas circunstâncias. Começa a entender que pode escolher como quer ser: honesta, prestativa, cuidadosa, paciente ou o oposto de tudo isso. A partir desta idade, ela desenvolve os primórdios de sua consciência. Ao entender o que está acontecendo dentro de sua cabecinha, você pode moldar o comportamento futuro de seu filho e definir valores e normas que irão acompanhá-lo ao longo da vida.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *