Blog Blog

Como tirar a chupeta do bebê? Cinco dicas para quando a hora chegar

por Tateti Brinquedos / Há 4 semanas

A chupeta faz parte do dia a dia da maior parte dos bebês. Até aos três anos, na chamada fase oral, a sucção é uma necessidade natural, suprida também pelo aleitamento materno. A chupeta ainda está associada ao sono, à tranquilidade que proporciona aos pequenos – e ao alívio que isso dá aos pais. Mas, a partir dessa idade, o uso da chupeta torna-se prejudicial ao desenvolvimento da criança, interferindo na sua formação, causando problemas à constituição da arcada dentária, na mastigação, na fala e afetando até sua capacidade respiratória. 

Portanto, é preciso evitar abusos. Mas retirar o bico nem sempre é tarefa fácil, requer paciência e uma boa dose de criatividade dos papais e das mamães. Por isso, damos aqui, algumas dicas para te ajudar nessa tarefa.

Vá bem devagarinho

Não adianta tomar medidas drásticas, cortar a chupeta de uma hora para a outra. Vá impondo restrições aos poucos, combinando com a criança que ela só poderá usar o bico em algumas situações e momentos do dia. Primeiro, só quando estiver em casa, depois só para dormir, por exemplo. Isso vai ajudando a diminuir o hábito.

Negocie com os pequenos

O uso da chupeta é um motivo de satisfação para a criança. Por isso, oferecer algum tipo de compensação em troca dela sempre funciona bem. Pequenos mimos, um passeio diferente, uma visita à casa da vovó, contar sua história preferida ou assistir com os pequenos o desenho que eles mais gostam são algumas opções interessantes. Mas nunca dê doces, balas, guloseimas que vão fazer mal de outro jeito.

Converse, explique!

Lembre-se que seu filho está crescendo. E faça com que ele se sinta dessa forma. Converse com ele, fale dos amiguinhos que não usam mais chupeta, que usar bico é coisa de bebê. Mostre, em uma linguagem apropriada, que os dentinhos vão demorar mais a nascer e que você não consegue entender quando ele fala com a chupeta na boca, que isso atrapalha na hora dos adultos saberem o que ele quer.

Combine o momento

Aquele dia especial, que a criança espera chegar, é um bom momento para abandonar a chupeta. Pode ser o aniversário ou o dia das crianças, por exemplo. Mas o Natal é a data mais comum. Você pode combinar de colocar as chupetas numa caixinha debaixo da árvore dizendo que se fizer isso Papai Noel vai trazer um presente no lugar. Ou, mesmo, ir junto com o seu filho e entregar as chupetas ao vivo para um Papai Noel de shopping. Vários têm recipientes próprios para receber esses bicos abandonados.

Nunca volte atrás

O pequeno vai chorar, sentir falta da chupeta? É muito provável que sim. Mas nessa hora, não há outra alternativa: você tem de ser duro, resistir para valer à tentação de voltar atrás. Às vezes, isso é difícil, seja por dó com o sofrimento da criança, seja por comodismo, para ter de volta o silêncio dentro de casa. A melhor forma de evitar a recaída é não ter chupeta em casa. Dê carinho, faça um cafuné na barriguinha, cante uma canção, conte uma história, pegue no colo se precisar. Mas não deixe que ele consiga o que quer. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *