Blog Blog

Gravidez e amamentação em tempos de Covid-19

por Douglas Muller / Há 2 semanas

Estamos há mais de um ano vivendo um cenário de incertezas e oscilações com a pandemia de Covid-19. Se tudo isso já é desafiador para todos, imagina para quem está gravida e para as mamães que estão amamentando seus filhos.

As dúvidas são muitas e a insegurança é grande. Mas é preciso ter calma e buscar informações corretas. Por isso, reunimos aqui os principais questionamentos sobre esse assunto e vamos esclarecer tudinho para você!

 

Gravidez e COVID-19

Já sabemos que as grávidas são consideradas grupos de risco para a Covid-19. Mas por que isso? Alguns estudos mostraram que apesar de terem a mesma chance de contrair o vírus do que pessoas sem comorbidades, as gestantes podem evoluir para um quadro mais grave, mais rapidamente.

Assim, se você está grávida, mais do que nunca o isolamento social é necessário. Quando isso não for possível, é sempre bom ficar atenta aos protocolos de segurança e garantir que as pessoas que convivem com você também os cumpram: utilize máscara, de preferência PFF2 ou N95; use álcool em gel sempre que manipular objetos fora de casa ou tiver contato com pessoas fora do seu ambiente; evite locais com grande fluxo de pessoas.

 

Peguei Covid-19 na gravidez, o que fazer?

O mais importante é manter a calma e escutar o seu corpo. Aos primeiros sintomas procure o médico para receber o acompanhamento adequado. Faça repouso, se hidrate e a qualquer sinal de falta de ar vá para o pronto socorro. Com esses cuidados você terá uma recuperação mais rápida e tranquila.

Ainda há uma certa controvérsia sobre a transmissão da doença na barriga da mãe. Já foram descritos casos de bebês que tiveram a Covid-19 confirmada no nascimento, levantando a suspeita sobre a possibilidade de transmissão do coronavírus da mãe para o feto. Na maioria dos casos observados, contudo, os bebês desenvolveram apenas um quadro leve da doença, sem que tenham ficado sequelas.

 

Amamentação e Covid 19

A amamentação é muito importante para a saúde do bebê e é recomendada até os 2 anos de idade, sendo exclusiva até os 6 meses dos pequenos. Por esse motivo, a recomendação permanece a mesma durante a pandemia, apenas com alguns cuidados extras.

Para que o aleitamento materno continue sendo uma fonte segura, é fundamental que mães mantenham as medidas de higiene em prática. O ideal é fazer a higienização prévia das mãos e dos seios antes de pegar o bebê e usar a máscara ao amamentar.

 

Peguei Covid-19, posso amamentar?

Pode, sim. Segundo médicos e especialistas não existem contra indicações para amamentação mesmo para mulheres que testaram positivo para a doença. Mas aqui os cuidados acima devem ser redobrados, e a mãe deve ficar o mais longe possível do pequeno.

Caso a mamãe não se sinta bem ou confortável para amamentar é possível fazer a extração do leite e oferecê-lo para o bebê. Nesse caso, dê preferência por oferecer em copinhos ou colher, para evitar a confusão de bicos e para que seja possível voltar com a amamentação após a cura da mãe.

 

Gravidas e lactantes podem tomar vacina de Covid-19?

Sim! Inclusive, grávidas e lactantes são considerados grupos prioritários e já tiveram a vacinação iniciada em todo Brasil.  Assim, procure o posto de saúde mais próximo da sua casa para receber a vacina e as orientações necessárias. Também é possível consultar o calendário da sua cidade através do site da prefeitura local ou de canais oficiais como telefone e redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *