Blog Blog

Plantas tóxicas: cuidado com as crianças!

por Tateti Brinquedos / Há 2 semanas

Muitas famílias apreciam ter plantas, hortas e cultivar um jardim, seja em casa ou em apartamento. Para as crianças, esse contato com as plantas é muito saudável. Além de se familiarizarem com a natureza, elas conhecem novas texturas, cores e a brincadeira se torna ainda mais divertida quando estão aprendendo sobre as espécies na escola.

Entretanto, nem tudo são flores! Algumas espécies ornamentais chamam a atenção pela beleza, mas são prejudiciais à saúde, principalmente para os pequenos. Por isso, o Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas (SINITOX) elaborou um estudo sobre a toxicidade de espécies vegetais, levando em consideração a idade das pessoas que têm contato com elas.

Segundo a pesquisa, bebês e crianças até quatro anos são mais vulneráveis para esse tipo de intoxicação, que pode acontecer por ingestão ou contato, em diversos ambientes: escola, parques e na própria residência. Para evitar acidentes, separamos cinco espécies facilmente encontradas em floriculturas, bosques e lojas de ornamentação que devem ser evitadas no momento de compor o jardim ou a decoração da casa. Veja abaixo!

Espada de São Jorge

Em contato com a pele, a Espada de São Jorge pode causar irritação. Caso a criança mastigue, o efeito indesejado é a salivação intensa.

Lírio

Uma das mais belas e comercializadas espécies, o Lírio pode causar náuseas e vômitos caso a criança ingira. Em casos mais raros, pode até ocasionar febre e taquicardia.

Hortênsia

Por ser muito encontrada em jardins de condomínios e parques, o cuidado deve ser redobrado com a Hortênsia. Quando ingerida, pode provocar diarreias, vômitos, dores de cabeça e dores abdominais agudas.

Bico de Papagaio

Caso ocorra o contato e fricção com a pele, essa planta pode causar inchaço e coceira. Se a criança passar a mão nos olhos, após tocá-la, as chances de provocar irritação e lacrimejamento são altas. Se ingerir, pode causar diarreia.

Copo de Leite

Se a criança tiver contato ou ingerir essa espécie, o efeito será inchaço, queimação, vômito e, em casos extremos, até asfixia. Se entrar em contato com os olhos, pode provocar lesão na córnea em situações mais graves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *