Blog Blog

Doenças de inverno: 5 dicas de cuidados com as crianças

Há 1 mês

Pai cuidando de uma criança acometida por alguma das doenças de inverno, colocando um termômetro em sua boca e com xaropes e remédios em frente a eles.

As doenças de inverno não são a única coisa que define a estação. É claro que tem muita gente que não gosta, prefere os dias quentes de verão. Mas o inverno tem um gostinho especial para boa parte das pessoas. Passeios nas regiões serranas, reunir os amigos para uma fondue ou tomar um vinhozinho, tirar do armário aquele casacão que você gosta e só pode usar nessa época do ano. Mas e as crianças? As crianças, é verdade, precisam de cuidados para passar esse período. E a preocupação com o aumento de doenças respiratórias é uma realidade.

Por que as crianças adoecem mais no inverno?

As doenças respiratórias que atacam no inverno não são uma exclusividade dos pequenos, os adultos também estão sujeitos. Isso porque, quando o clima está mais seco e frio, nosso organismo reduz a produção do muco nasal, o catarro, que tem entre suas finalidades proteger nosso corpo da entrada de vírus. Com menos muco, esse micro-organismos têm mais facilidade para invadir nosso corpo e se alojar nas vias respiratórias, causando doenças com uma frequência maior. No caso das crianças, contudo, é ainda mais importante, que os pais tenham atenção e procurem o pediatra aos primeiros sintomas para evitar que a situação se agrave.

Como proteger as crianças das doenças de inverno

Mas nada de se assustar! Preparamos aqui uma lista de cuidados com as crianças no inverno que vão ajudar você a proteger os pequenos e curtir as delícias da estação sem correr maiores riscos. Quer ver só? Então, anota aí essas dicas.

Evite aglomerações e lugares fechados

Durante o inverno, dê preferência a lugares abertos. Isso pode até parecer contraditório, não é mesmo? Mas ambientes fechados são mais propícios a propagação de vírus e a transmissão de doenças respiratórias. Assim, em um bar ou restaurante, especialmente se tiver com crianças, prefira, uma mesa na varanda. Troque a ida ao shopping por um dia no parque. Se estiverem bem agasalhados, com luvas, gorro e meias grossas, os pequenos estarão protegidos. E podem ter certeza de que vão curtir pra valer o passeio.

Mantenha a casa arejada

Grande parte dos vírus, como os que provocam a gripe, além do contato físico, também são transmitidos pelo ar. São micropartículas suspensas no ambiente que provocam variados tipos de infecções. Por isso, mesmo nos dias frios do inverno, é preciso abrir as janelas e deixar o ar circular dentro de casa, pois dessa forma esse perigo se dissipa com maior facilidade e o risco de contaminação é menor.

Limpe a casa e as roupas antes de usar

A poeira e o ácaro são fatores que facilitam a propagação de alergias e doenças respiratórias. Precisam, portanto, ser combatidos com toda energia. Por isso, é importante manter a casa sempre limpa. Mas nada de usar espanador ou vassoura que fazem a poeira se espalhar: limpe os móveis e o chão preferencialmente com um pano umedecido, Já as roupas, que ficam muito tempo guardadas no armário entre um inverno e outro, podem acumular ácaros, e precisam ser bem lavadas e higienizadas entes de usar. Isso vale para os casacos, mas também para acessórios como gorros, luvas e meias grossas que as crianças devem usar para ficar sempre quentinhas nos dias mais frios.

Cuide da hidratação, da alimentação e da higiene

Água e sucos naturais ajudam a combater e a mitigar os sintomas das doenças respiratórias. Isso porque, a alergia, a gripe e outros quadros virais ressecam as vias aéreas, podem provocar febre, vômito ou diarreia que levam o organismo à desidratação. E o consumo de líquidos pode retardar esse processo. Uma alimentação saudável, seja no inverno ou no verão, é também fundamental para fortalecer o sistema imunológico. E não esqueça: sempre antes de consumir alimentos e bebidas, faça com que seu filho lave as mãos. Esse gesto simples de higiene ajuda a evitar a proliferação de vírus.

Atualize sempre a caderneta de vacinação

Por fim, a dica mais importante: mantenha sempre em dia a vacinação dos seus filhos. Isso não custa nada e pode protegê-lo de um grande número de doenças, inclusive as que são típicas do inverno. Nosso país tem um dos programas de imunização mais avançados do mundo e todos podemos nos aproveitar disso. Acompanhe as campanhas de vacinação da sua cidade, se tiver alguma dúvida consulte o pediatra sobre a proteção adequada para cada faixa etária. E nunca se esqueça que vacinas salvam vidas!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *