Blog Blog

Dia da Doação de Leite Materno: um gesto para salvar vidas

Há 4 semanas

Mulher amamentando bebê, mostrando a importância do leite materno para o desenvolvimento de uma criança.

O leite materno traz inúmeros benefícios para a saúde e o desenvolvimento do bebê. Isso porque ele protege contra doenças e tem todos os nutrientes necessários para um crescimento saudável, especialmente nos primeiros seis meses de vida. Mas você sabia que apenas uma em quatro crianças recebe a quantidade adequada de leite materno, de acordo com os dados da Organização Mundial de Saúde? 

Para mudar esse cenário, o dia 19 de maio virou o Dia Mundial da Doação de Leite Humano. Esse dia é uma oportunidade para reforçar a importância do aleitamento materno e conscientizar a sociedade sobre a necessidade de aumentar os índices de doação. Afinal, amamentar é um ato de amor, e doar o leite materno é um gesto de generosidade que pode salvar vidas! E isso é muito mais simples do que as pessoas imaginam. Então, vamos tratar desse assunto? 

Como e onde doar leite materno 

Toda mulher que amamenta é uma potencial doadora, desde que a produção de leite materno vá além do consumo de seu bebê. Contudo, é necessário cumprir alguns requisitos: não tomar medicamentos que interfiram na amamentação e não possuir nenhuma doença infectocontagiosa. O primeiro passo para a doação é encontrar o banco de leite mais próximo de sua casa. Par obter essa informação, basta ligar para o Disque Saúde, no número 136, ou acessar o site da Fiocruz (https://rblh.fiocruz.br/localizacao-dos-blhs). A coleta pode ser feita em casa ou na própria unidade.  

Para coletar o leite em casa, é preciso seguir as instruções de preparo do frasco de armazenamento, fornecido nos bancos de leite. É importante ter cuidados de higiene pessoal antes de iniciar a coleta, como usar touca ou lenço para cobrir os cabelos, colocar uma fralda de pano ou máscara sobre o nariz e a boca, lavar mãos e braços até o cotovelo com água e sabão e lavar as mamas apenas com água. Mantenha o material refrigerado após a coleta, até ser entregue na unidade mais próxima.  

Não existe quantidade mínima para a doação, e o acompanhamento médico é indispensável a fim de que as dosagens sejam devidamente reguladas, sem prejudicar a alimentação do próprio bebê. 

Por que doar o leite? 

A ONU reconhece o Brasil como uma referência global em doação de leite. São mais de duzentos bancos e postos de coleta espalhados por todos os estados, e exportamos o modelo nacional para mais de 20 países das Américas, Europa e África. Todos os anos, os bancos coletam em torno de 160 mil litros de leite humano, distribuídos preferencialmente a recém-nascidos prematuros ou de baixo peso. 

A doação de um único litro de leite materno pode alimentar até 10 recém-nascidos por dia. O leite materno é importante para todos os bebês, mas para prematuros e os que estão doentes ele pode fazer a diferença entre a vida e a morte. Vale lembrar que inúmeros fatores podem impedir a mãe de amamentar, desde a baixa produção por problemas físicos ou emocionais até a existência de alguma doença.  

E então? Se você está amamentando ou conhece alguma amiga que esteja, consulte o seu médico. E doe seu leite sempre que isso foi possível! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *